Desenhos de mar no chão


Com a cana com que anda sempre, por onde passa Ataíde vai riscando no chão desenhos ingénuos de barcos. As formas simples vão aparecendo com ligeiras variações, ora nas velas, ora na inclinação que as pequenas embarcações da sua cabeça vão tomando sobre suaves manchas de mar.



« Episódio anterior ~ Episódio seguinte »

Episódios já publicados aqui.