CAPÍTULO 4


Gervásio, o Marquês


Gervásio, o Marquês, apesar de ter sido criado num palácio na cidade onde nasceu, faz por passar longas temporadas na casa que era dos pais, na Quinta do Castanheiro.

O seu ar sofisticado e urbano não esconde o amor que sente pelas coisas da terra.

Com Fulgêncio, sempre que pode, percorre os espaços da Quinta, desde a adega às cavalariças, nunca esquecendo o pomar.

Nestes passeios, aproveita para recordar com saudade os tempos da infância e adolescência. Não esquece também que foi ali que conheceu a mulher com quem se casou pela segunda vez.

Hoje é um dia especial para ele. À noite dará uma festa, no grande salão, para um grupo de amigos chegados.

Como que a preparar-se para o evento, resolve experimentar uma casaca bastante rica, e logo lhe surge o desejo de aproveitar o brilho intenso da luz da manhã.

Aproxima-se das janelas, abre de par em par as portadas que dão para a varanda e debruça-se para admirar o resultado do seu trabalho de anos, o jardim que separa a casa da quinta e que tanto o ocupa e entretém.

Em numerosos canteiros cuidadosamente desenhados cultiva espécies raras de flores, que manda vir de várias partes do país e do mundo.



« Episódio anterior ~ Episódio seguinte »

Episódios já publicados aqui.