18 ~ Ataíde, o adeus até breve


Envolvido por este clima de desejo e cumplicidade, Ataíde sente-se agradecido e é tomado pela certeza de que a saudade em breve o fará voltar. E assim vai subindo para a nau, deslizando de um amor para outro. Junto à amurada, acolhe o último olhar de Eduarda e, enviando com um gesto o último beijo, sente-se invadir pela alegria de alguém que cedendo sempre ao desejo de partir sabe que há sempre um porto acolhedor para onde regressar.



« Episódio anterior | ver ÍNDICE