15 ~ Ataíde tem uma visão privilegiada


No porto adormecido ao romper da aurora, Ataíde estremece com a visão privilegiada que tem ao passar pelo Galeão. Por breves instantes consegue admirar os seus castelos de proa e de popa, as suas cobertas, contar os seus quatro mastros, as várias ordens de velas sobrepostas e as dezenas de bocas de fogo. A grandiosidade da embarcação transmite-lhe além de uma sensação de segurança e poder a enorme vontade de enfrentar um novo e derradeiro desafio.



« Episódio anterior ~ Episódio seguinte » | ver ÍNDICE