9 ~ Ataíde parte a bordo de uma Caravela


Como um navegador do tempo das grandes Descobertas, Ataíde resolveu então fazer-se ao mar, partindo numa expedição a Ceuta a bordo de uma Caravela. Lembrava-se bem do que tinha aprendido na Academia sobre este tipo de embarcação que fora tão usada dois séculos antes. Atraía-o a sua forma delicada e rápida, as suas velas triangulares, que se revelavam tão eficientes em mares fustigados por ventos inconstantes, como o Mediterrâneo. Este tipo de velas permitiam-lhe bolinar, isto é, navegar em ziguezague contra o vento, e em caso de necessidade a embarcação podia ser movida a remos. Para Ataíde tudo isto representava um desafio à altura da sua enorme vontade de mostrar o seu carácter aventureiro.



« Episódio anterior ~ Episódio seguinte » | ver ÍNDIC




9 ~ Ataíde leaves aboard a Caravel

As a navigator of the time of the great Discoveries, he then decided to go to sea, setting out on an expedition to Ceuta aboard a Caravel. (…) He felt attracted to its delicate and fast shape, its triangular sails which proved to be so efficient in seas flogged by strong winds, such as the Mediterranean