A coleção do Museu Nacional do Azulejo possui numerosas peças, parte delas expostas e outras em reserva, sendo estas periodicamente apresentadas em exposições, não só neste espaço, mas também noutros em Portugal e no estrangeiro. No entanto, há um grande número de painéis que ainda são desconhecidos em processo de inventariação e montagem. Este é um trabalho complicado, pois implica a abertura de um número elevado de caixotes na busca dos azulejos dispersos e, inclusivamente, a procura de fragmentos em dezenas de caixas. Para auxiliar neste trabalho árduo e complexo o MNAz tem tido o apoio de numerosos voluntários e estagiários, nacionais e estrangeiros que, ao longo dos últimos dez anos (esta iniciativa teve inicio em 2010 sob a denominação “Devolver ao olhar”), têm vindo a colaborar neste projeto.