Retrospectiva da produção azulejar da região de Valência dos séculos XIII ao XVIII, permitindo uma viagem pelas profundas matrizes islâmicas dos revestimentos cerâmicos na Península Ibérica ou pelas marcas sumptuárias medievais e renascentistas da nobreza, do clero e das corporações profissionais valencianas, com azulejos heráldicos integrados em pavimentos ou isolados nas paredes. Aborda ainda a implicação que a majólica teve no evoluir das estéticas entre o Maneirismo do século XVI e os Ecletismos românticos do século XIX, analisando o ciclo setecentista da azulejaria rococó e neoclássica em Valência. Finalmente, apresenta-nos a massificação da produção indistrial do azulejo nos séculos XIX e XX.

ISBN: 972-776-280-8  
Detalhes técnicos: 28 x 23 cm; 228 pp.; 140 il.; cor; brochado; ed. port.