Apresentação da doação da artista ao Museu Nacional do Azulejo de 54 projectos para a estação do Parque do Metropolitano de Lisboa, obra da sua autoria.
Françoise Schein aplicou neste projecto uma estratégia de divulgação do texto fundamental dos Direitos do Homem em todo o Mundo, levado a cabo noutros Metropolitanos de outras cidades, como Paris, Berlim e Copenhaga.
Alargando este conceito criou a Associação Inscrire que, com o mesmo objectivo, tem vindo a intervir em grandes cidades do Mundo, destacando-se a importante experiência levada a cabo no Rio de Janeiro, Brasil, dando assim visibilidade digna a populações desfavorecidas e fazendo interiorizar valores primeiros que importa lembrar às sociedades actuais.