O projecto que se desenvolve nesta exposição, sob o título Escultura cerâmica ibérica contemporânea, tem como intenção realizar uma aproximação ao estado da escultura realizada com material cerâmico, em Espanha e Portugal, por artistas que empregam preferencialmente este material como suporte criativo.
Com a apresentação de Antonio Garrido Moreno, comissário da exposição, sintetiza-se a congregação de três gerações de escultores ibéricos, ao longo de vinte cinco anos, iniciando-se com os pioneiros que protagonizaram o processo de renovação estética da cerâmica, no início do século vinte, à segunda geração que radicou a cerâmica nos circuitos artísticos, até aos jovens criadores que utilizam uma diversidade de suportes e técnicas, adaptando-as às suas opções expressivas conceptuais.