Bela Silva reflecte o gosto português pelo capricho e suave sátira. Criações de prazer as suas peças divertem e provocam.

"Formal e contextualmente, o trabalho em cerâmica de Bela Silva incorpora tanto a essência de Portugal como a sensibilidade do final dos anos 90."
Prof. Robert J. Loescher (Art Institute of Chicago)

"Questionação erudita e irónica das técnicas e tipologias cerâmicas e das iconografias europeias, esta produção recusa afirmativamente o anonimato e o consenso, daí que o Museu Nacional do Azulejo a mostre como uma das vias possíveis para uma efectiva actualidade da cerâmica de autor."
Paulo Henriques (ex-Director do Museu Nacional do Azulejo).

Em Fevereiro, convidámos a escultora e ceramista Bela Silva a vir falar-nos sobre os seus livros de cabeceira e as suas referências bibliográficas e visuais, na criação artística. Com a montagem de uma exposição temporária das obras da autora no acervo do Museu, revela-se também a colecção em reserva, o que é um dos objectivos da programação da Sala Ler +.
Os livros são assim um propósito para um melhor entendimento da arte e as obras de arte, um pretexto para a leitura.

Bela SilvaBela Silva

A Sala Ler + no Museu Nacional do Azulejo é um espaço para leitura, integrada na visita ao museu, tem acesso livre e pretende ser um estímulo para novos encontros à volta dos livros, com programação própria mensal.