O Museu Nacional do Azulejo como polo de estudo da obra de Jorge Colaço

No âmbito das comemorações dos 150 anos do nascimento de Jorge Colaço (1868-1942), pintor que encontrou no azulejo a sua principal forma de expressão, o Museu Nacional do Azulejo evoca a figura deste artista cujo estilo e técnica foram ao encontro do gosto da sociedade do seu tempo. Tendo adquirido em 2001 parte do espólio de Colaço, o Museu Nacional do Azulejo constitui-se como um polo de estudo da sua obra, contribuindo inequivocamente para a compreensão do seu processo criativo e para o seu cabal conhecimento.