Local: Museu Nacional do Azulejo

R. da Madre de Deus, 4 – 1900-312 Lisboa

Tel. 21 8100340

 

 Patente de 25 de outubro a 27 de janeiro de 2019

Horário: Terça a domingo, das 10h às 18h


No âmbito do lançamento doprojeto “Mês do Azulejo”, o MuseuNacional do Azulejo lançou um desafio arriscado a jovens artistasindependentes, o de refletirem acerca do(s) rumo(s) que o azulejo irá assumirneste século XXI. Três – Estúdio Pedrita, Maria Ana Vasco Costa e Tex-tile –aceitaram corajosa e generosamente o desafio e são precisamente suas, as obrasque agora se expõem e que constituirão o embrião de um projeto mais alargado.Futuramente, iremos promover uma exposição que será o espaço privilegiado dereflexão acerca dos princípios que nortearam a produção do azulejo, a partir da2ª metade do XX e até à atualidade, alargando este desafio a outros que queiramapresentar as suas propostas, naquilo que acham poderão ser os caminhos dofuturo.

Paralelamente, quisemosperceber que tipo de ideias poderia surgir de um desafio deste tipo, serealizado no contexto de um espaço de ensino e trabalho artístico. Assim,propusemos ao Ar.Co o mesmo tema e que organizasse um trabalho de reflexão eprodução com vários representantes dos perfis artísticos lecionados nesteCentro de Arte e Comunicação Visual. Este desafio, também arriscado e complexo,mereceu da parte do Ar.Co um acolhimento imediato e entusiástico, tendo-sereunido 18 artistas cujos trabalhos (cerâmica, desenho, gravura, entre outros)se irão agora expor fazendo com que, pela primeira vez, ocorra uma inauguraçãoem simultâneo e articulada no MNAz e no Ar.Co. Este projeto representa uma daspreocupações centrais do Museu Nacional do Azulejo centrando-se na necessidadede promover a reflexão acerca da criação no Azulejo e procurando garantir queeste prossiga e não perca uma das suas originalidades, a capacidade de se reinventar.

 

undefinedundefinedRePUBLICA PORTUGUESA_assinaturaundefined      undefinedundefinedMNAzundefined