Nascido em 1952, José Meco tem vindo a assumir, ao longo das últimas quatro décadas, a missão de estudar e dar a conhecer a azulejaria portuguesa. Sendo unanimemente considerado um dos mais relevantes estudiosos e divulgadores desta arte identitária de Portugal, é autor de um vasto corpo bibliográfico, disperso por livros, catálogos de exposições, revistas científicas e atas de congressos.
A presente exposição, inserida na homenagem que os Amigos do Museu Nacional do Azulejo prestam a José Meco por ocasião do seu 65º aniversário, aborda este percurso bibliográfico, apresentando alguns dos seus mais relevantes e influentes trabalhos.
Em paralelo, mostram-se alguns painéis do Ciclos dos Mestres (1690-1725), período áureo do azulejo português, cujos protagonistas tem vindo a identificar e estudar.