Considerando a actividade científica do CHAM, centrada no estudo da história da expansão portuguesa e dos seus reflexos na Europa e, em particular, a especialização da sua linha de investigação de História da Arte e do grupo de Arqueologia na pesquisa sobre os vestígios materiais decorrentes deste processo, entendeu-se celebrar este protocolo com vista, designadamente, ao desenvolvimento de investigação integrada das fontes escritas, artísticas e arqueológicas relacionadas com a azulejaria e cerâmica portuguesas. Previstas estão, também, a realização conjunta de iniciativas e projectos de investigação e de exposição de âmbito internacional com vista ao estudo e divulgação deste património.