1. Apresentação

O Concurso Há histórias no azulejo. Vê, inspira-te e conta-nos! é uma iniciativa do Museu Nacional do Azulejo (MNAz)que surge no âmbito desta fase de confinamento em que o país se encontra.

Em sintonia com este contexto de isolamento, de tensão e criatividade, o MNAz vai promover iniciativas que explorem conteúdos do Museu e que possam ser desenvolvidas a partir de casa e depois enviados para o MNAz.

Na nossa coleção temos muitas histórias à espera de quem as conte. A ideia consiste em desenvolver uma história tendo como referência, fonte de inspiração o painel selecionado. A história pode ser desenvolvida individualmente ou em conjunto com pessoas do agregado familiar ou com amigos (à distância, claro!).

Vamos começar com:

O casamento da galinha!

Um painel muito inspirador! Diante desta festa recordamos casamentos e carnavais, ouvimos música e galhofa, escutamos risos e risinhos, partilhamos histórias com animais e outros que tais…

Este painel está a pedir tempo para uma história, uma história divertida e bem contada para nos entreter e aproximar em tempos de quarentena.


2. Participantes

Contamos com a história de os interessados! Costuma-se dizer que é dos 8 aos 80 quando não há verdadeiramente limites…Os mais novos podem pedir ajuda aos mais velhos e vice-versa! Ao enviarem a vossa história não se esqueçam de indicar a autoria (que pode ser individual ou conjunta), bem como a(s) idade(s).



3. Características da história O casamento da galinha

A história deve inspirar-se no painel e seus personagens: temos a galinha num coche conduzido por um macaco, dois elefantes e um cortejo com macacos a tocar instrumentos musicais! Parece que entre cavalos, elefantes e macacos a galinha é mesmo a protagonista…

A história deve ser original. Mesmo que se opte por recontar uma história ou um conto já conhecidos, o texto deve ser original, isto é, deve ser mesmo da tua ou da vossa autoria.

A história deve ser apresentada num documento word e deve ter o mínimo de 300 palavras e um máximo de 3000.


4. Como e quando enviar a história

A história deve ser enviada para o mail servicoseducativos@mnazulejo.dgpc.pt

até ao dia ao próximo dia 15 de Maio.

Devem indicar se a auditoria é individual ou conjunta, assim como o(s) nome(s), idade(s) e contacto(s).


5. Apreciação

As histórias que nos enviarem serão lidas com muito gosto e atenção pela equipa do MNAz.

Relativamente à difícil tarefa de eleger os três melhores trabalhos, pensamos constituir um grupo de trabalho de colaboradores e voluntários do MNAz que desde os últimos anos também se tem dedicado a olhar para o Convento da Madre de Deus e para a coleção do MNAz à procura de histórias por contar.


6. O que vamos oferecer aos participantes deste concurso

A nossa esperança é que esta iniciativa mereça uma forte adesão. Gostaríamos de convidar todos os participantes a uma visita orientada ao Museu. O ideal seria que o número de participantes justifique a existência de várias datas que seriam posteriormente combinadas.

Para os três melhores trabalhos, gostaríamos de proporcionar uma oficina de pintura de azulejo que se realizaria na mesma sala em que está o painel inspirador!