Outubro, Mês do Azulejo

A importância cultural do uso do azulejo em Portugal e a sua utilização como suporte de manifestações artísticas justificam plenamente que no Ano Europeu do Património Cultural 2018 se enquadre um mês dedicado ao azulejo abrigando diversas iniciativas culturais que o comemoram. Neste âmbito, o Museu Nacional do Azulejo (MNAz), o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) e o ARTIS - Instituto de História da Arte da Faculdade de Letras de Lisboa, decidiram promover uma iniciativa conjunta de reflexão acerca da tradição do Azulejo em Portugal. Pensada para se articular com a candidatura do azulejo português a Património da Humanidade a iniciativa, denominada Mês do Azulejo é, neste ano, levada a cabo no mês de outubro, prevendo-se que futuramente seja enquadrada em maio, em cujo dia 6 se celebra o Dia Nacional do Azulejo.

A complexidade deste projeto, que se pretende que futuramente envolva entidades públicas e privadas de todo o território nacional e locais onde o azulejo marque presença, implicou, neste “ano zero”, que os intervenientes fossem reduzidos a um grupo mais restrito, como ensaio para uma série de propostas que se pretendem implementar. O mês foi pensado de modo a que em cada semana seja debatido um tema (Identidade e Valores; Percurso Histórico; Conhecimento e Valorização; Do Passado ao Futuro; Investigação Científica), através de uma série de iniciativas que vão das visitas guiadas, a palestras e mesmo alguns ateliers de trabalho. Associados a este programa irão decorrer simpósios, exposições e um Congresso Internacional – o GlazeArt 2018 – onde estas e outras questões serão debatidas.

Mais informações em:

http://azulejos.lnec.pt/mesazulejo_out2018/